iPhone vira câmera térmica

Um dispositivo disponível para iPhones transforma o smartphone em uma câmera térmica, identificando fontes de calor na imagem. A tecnologia, a mesma usada em equipamentos militares, deve chegar ao mercado apenas no final deste ano, mas foi oficialmente apresentada na CES (Consumer Eletronic Show) 2014, que acontece até o final da semana em Las Vegas, nos Estados Unidos. O Flir é compatível com o iPhone 5 e 5S e vai custar por volta de US$ 350.

1a1
O dispositivo possui uma bateria interna que alimenta o par de câmeras por até duas horas, e também pode ser usado para carregar o próprio telefone. O dispositivo usa duas câmeras. Enquanto uma é responsável pela geração da imagem térmica real, a outra é uma lente de câmera padrão que o aplicativo do dispositivo usa para gerar uma sobreposição entre as imagens, tornando mais fácil reconhecer rostos humanos, objetos e até mesmo textos na imagem térmica.

1a2
A geração da imagem com as fontes de calor, com as cores de acordo com a temperatura, acontece em tempo real. Basta apontar o celular para o ambiente para visualizar as fontes de calor no ambiente. A empresa já trabalha para lançar, em breve, a versão Android do dispositivo.

Fotos e fonte: Jornal GGN/Gizmodo

Colaboração de Renato F. Lima/Jornal GGN

Algumas observações:

1 – a FLIR é uma das mais respeitadas empresas de câmeras termicas.

2 – Uma entrada no site da FLIR (  http://www1.flircs.com/flirone/explore/  ) poderá dar um vislumbre das infinitas aplicações deste “brinquedo”.

3 – Uma câmera termográfica profissional passa fácil dos R$ 20.000.

4 – Algumas aplicações:

- ao andar em locais escuros, perceber a presença de pessoas e animais a longa distância;

- identificar pontos de falha de isolamento térmico em fornos e estufas;

- identificar problemas com portas de geladeiras, permitindo localizar pontos com fuga de frio, sem usar o truque do papel;

- identificar pontos de umidade em paredes, forros e pisos;

- identificar pontos quentes em pessoas e animais, permitindo a localização preliminar de inflamações;

- acompanhar a temperatura de crianças e pessoas dormindo, sem contato físico;

- identificar pontos quentes em instalações elétricas (por exemplo, uma tomada com mau contato, prestes a pegar fogo);

- identificar mancais e peças com defeito em motores e máquinas;

- para quem faz trilha de jeep ou a pé, ajuda a achar o caminho com neblina;

- etc, etc, etc, etc.

5 – A limitações mais sérias são a escala só até 100ºC e ainda só ter versão para iPhone 5, problemas que devem ser resolvidos logo.

Comentários